Entrevista com César Castro

Share Button

20110818131002

 

Brasiliense, formado em Educação Físca e patrocinado pelo Mackenzie, Correios e Time Rio, o alteta César Castro de 28 anos, começou a saltar aos 9 na piscina da Secretaria de Esportes do Distrito Federal. E em pouco tempo, César teve o privilégio de ser convidado a entrar para a escolinha do Professor Giovani Casilo.

Em 2002 foi escolhido o atleta revelação do Circuito Mundial, que aconteceu na Flórida, após conquistar uma medalha de bronze no trampolim de 3 metros. Castro ganhou a primeira medalha do Brasil em eventos desse nível, ficando à frente de grandes nomes como: Alexander Despatie (Canadá), Fernando Platas (México) e Dimitri Sautin (Rússia). Além disso, o atleta teve seu nome incluído no Hall of Fame dos Esportes Aquáticos pelo mesmo feito. É campeão Brasileiro e Sul-Americano absoluto em saltos ornamentais.

Durante 2009 e 2010, Castro foi eleito pelo Comitê Olímpico Brasileiro o melhor atleta da modalidade, principalmente pelos seus desempenhos em Roma/2009: 5º lugar (3º lugar no ranking mundial) obtendo o privilégio de participar da World Series 2010 (China e México), competição onde participam apenas os 8 melhores do mundo.

Nome: César Castro
Modalidade: Saltos Ornamentais
Idade: 29
Clube: Mackenzie e malha na OX Fitness Club Botafogo | Unidade Praia
Prêmios ou títulos: Vice Campeão Pan Americano 2007; Finalista Olímpico Atenas 2004; Bi campeão Sul Americano e recordista brasileiro de medalhas em Circuito Mundial. (9 no total).
Competições participadas: Campeonatos Mundiais, Jogos Pan Americanos, Jogos Olímpicos,Campeonatos Sul Americanos, Circuitos Mundiais e Brasileiros.

César, que é bolsista da unidade de Botafogo,  respondeu algumas perguntas para nós:
• Qual é o maior desafio para a prática e a popularização da modalidade no Brasil?
Atualmente o Brasil não tem uma política de massificação da modalidade e ainda dependemos de investimentos isolados de clubes. A má gestão do esporte também atrapalha a popularização.

• Falta incentivo?
Falta muito incentivo principalmente para os atletas que estão em formação. Infelizmente, a cultura de incentivo ao esporte no Brasil ainda é para poucos.

• Quais para você são os benefícios para quem pratica saltos ornamentais?
O saltos ornamentais trabalha muito a coordenação motora, equilíbrio, força e flexibilidade. É necessário ter muita disciplina, atenção e coragem.

• Qual é seu ídolo no esporte?
Tenho como referência os Brasileiros Ayrton Senna, Gustavo Kuerten, Joaquim Cruz e o Vanderlei Cordeiro de Lima. São minhas referências pois foram ótimos atletas e são grandes Seres Humanos.

• Onde as pessoas interessadas no esporte poderiam praticá-lo?
Aqui no Rio de Janeiro os interessados podem procurar a escolinha do Fluminense Futebol Clube também a escolinha do Júlio Delamare, no maracanã.

• Você segue alguma dieta?
Eu como de tudo mas procuro evitar frituras, refrigerantes e chocolate. Fico constantemente atento ao meu peso pois 1 kg a mais pode fazer diferença nos treinos.

• Como a musculação ajuda na prática do esporte?
A musculação é imprescindível na preparação do atleta, e no meu caso específico, ela atua prevenindo lesões, no ganho de força e ajuda para que eu esteja sempre com o percentual de gordura baixo.
• Quando e como você conheceu a Ox?
Quando eu me mudei para o Rio de Janeiro no começo de 2009 uma de minhas prioridades foi encontrar uma boa academia para que eu pudesse realizar meu treino físico. Na ocasião, tive a oportunidade de conhecer a Xênia, contar um pouco da minha vida, meus objetivos e ela desde esse encontro foi muito solícita para me apoiar em 100%.
• Qual foi o seu melhor,importante e mais inesquecível salto?
É difícil falar de apenas 1 salto, vou ressaltar a final olímpica de Atenas… para mim aquele foi um grande momento da minha carreira e eu espero poder repeti-lo nas Olimpíadas de Londres em 2012.

Rumo aos Jogos Pan Americanos do México!!!
Sinta-se bem, sinta-se OX!